http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/da096898a9d2f0619687dade93455343.jpg




Enoblogs - blogs unidos pelo vinho


Riesling: a Rainha das uvas brancas na Alemanha

Por Viviane Chow

 

A Alemanha é um dos lugares que produz vinho com a casta Riesling muito bem, seu terroir tem as condições perfeitas para o desenvolvimento, são resistentes ao clima bem frio, além de ser uma variedade considerada nativa do país. Os melhores solos são: rochosos, calcários e graníticos. A casta foi cultivada na época dos romanos nos vales do Mosel e do Reno. E desde os anos 60 a maioria das vinícolas cultivam as uvas de uma forma orgânica ou biodinâmica.  

 

Com a variedade encontramos desde vinhos secos, demi secs, suaves, tranquilos e espumantes, até os vinhos atacados pelo fungo Botrytis Cinerea, passando pelos Ice Wines. Os vinhos têm normalmente uma boa acidez, mineralidade com notas de mel, frutas brancas, nozes, flores brancas, amarelas, rosas, enfim cada vinho é único. Uma simples observação e dica, quando está no rótulo estampado Trocken significa que é seco, Feinherb ou Lieblich refere-se aos demi secs, com os nomes Spaetlese e Auslese são os vinhos de sobremesa. Ainda tem os considerados super doces que se dividem em: Beerenauslese, Trockenbeerenauslese e Eiswein (Ice Wine). E Sekt é o nome do espumante alemão.

 

Com o intuito de promover a variedade foi realizada a primeira Semana do Riesling no Brasil e foi um sucesso. Esse evento já acontece em 13 países, como foi aqui, sempre com degustações, feiras, jantares com produtores e masterclass entre especialistas.

 

Na sequência segue uma breve entrevista com o empresário Michael Schuette da importadora Vindame e idealizador dos eventos.

 

1 - O que você destaca durante a primeira semana do Riesling?

A nossa primeira semana do Riesling no Brasil teve vários eventos de ótima qualidade que reuniram enófilos, formadores de opinião, clientes e amantes de vinhos. Destaco o jantar harmonizado no Vecchio Torino, com a presença do produtor Baron Knyphausen, considero um dos melhores eventos porque foram apresentados vinhos de diferentes tipos, do seco ao doce, inclusive uma Trockenbeerenauslese de 1976! Todos ficaram satisfeitos por conhecer melhor a variedade e, experimentar o vinho harmonizado com uma boa comida sempre é uma maravilha.

 

Segundo evento excelente foi a MasterClass do especialista Arthur Azevedo com degustação de cinco Grand Crus de Riesling de cinco regiões alemãs diferentes, simplesmente especial. Foram vinhos de altíssima qualidade de diferentes terroirs, mostrando a versatilidade do Riesling.

A MasterClass com Riesling botrytizados e de sobremesa foi excepcional, vinhos raríssimos foram apresentados. Todos doces, mas de diferentes níveis. A presença do produtor Baron Knyphausen, fez esse evento ser inesquecível. O especialista Jorge Lucki celebrou a MasterClass com a degustação vertical de um Riesling Erste Lage (cinco safras) e um Auslese (três safras), mostrando como um vinho de uma parcela varia com a safra. O produtor explicou as condições climáticas de cada safra e os participantes assim entenderam muito bem o que é o terroir, a combinação do solo e, ao final, também a influência da mão do produtor para gerar um bom vinho.

O evento “Grande Degustação” no sábado foi realizado para um público maior com interesse de conhecer melhor a variedade. Foram 54 diferentes Rieslings apresentados, mostrando do mais seco ao mais doce e como os vinhos dessa casta são maravilhosos.

 

2 - Todos os participantes dos eventos nessa semana já conheciam a variedade?

A maioria das pessoas nos eventos de jantar harmonizado e masterclass já conheciam a uva. Já o evento “Grande Degustação” no sábado, teve muitas pessoas que não conheciam. Para essas pessoas, este evento talvez foi um pouco confuso, muitos vinhos, como entender de onde vem e quais as diferenças. Mas concluímos que as pessoas gostaram muito e foram surpreendidos pela qualidade dos vinhos e da versatilidade da uva Riesling.

 

Com certeza, precisa de mais trabalho para os consumidores entenderem melhor essa uva. Quem conhece, gosta. Para várias pessoas, o fato dos vinhos serem da Alemanha lembrou o preconceito, da garrafa azul, mesmo se o Riesling não tem nada a ver com esse vinho que foi comercializado no Brasil há 15-20 anos atrás.

 

3 -  Para o verão, quais vinhos da sua importadora que tenha uma relação preço e qualidade você pode sugerir?

Sugiro a prova de 5 vinhos:

  • Baron K Riesling Kabinett - Vinho para todos. Boa fruta, acidez agradável, boa mineralidade, todas as caraterísticas típicas do Riesling, fácil a tomar. Não é seco nem suave demais - agrada todo mundo, homem e mulher.  Valor: 109 reais.
  • Riesling trocken - Um vinho mais seco, mineral, fresco e muito agradável. Um vinho perfeito de entrada. Valor: 129 reais.
  • Solitär Riesling trocken - Um vinho muito típico da uva Riesling da região de Mosel, com aromas de frutas cítricas, bela acidez, boa mineralidade. Valor: 139 reais.
  • RK Riesling trocken - Reichsgraf von Kesselstatt - Excelente Riesling seco, com boa mineralidade, frutas brancas e uma boa acidez. Refrescante e agradável.   Valor: 139 reais.
  • Riesling trocken - Dr. Bürklin-Wolf - Quem não é mais iniciante e quer um vinho elegante, bem seco, complexo, com boa mineralidade e acidez vai gostar desse vinho. Valor: 179 reais.

Os vinhos podem ser encontrados pelo site e-commerce: www.vindame.com.br.





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco