http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/93e048c28deae8015adbfe8c96fbefa9.jpg


Promoções

http://vinhoegastronomia.com.br/userfiles/9ce78af553ac45b1e122fb7721139e18.jpg




Enoblogs - blogs unidos pelo vinho


8° Wines of Chile SP

Por Guto Martinez

 

Foi realizado em Agosto o 8º Wines of Chile São Paulo,  a maior vitrine dos vinhos produzidos na nação andina para o seu maior mercado consumidor. Um dos principais eventos, a Master Class, feita na presença do Ministro das Relações Exteriores chileno, trouxe alguns dos rótulos mais representativos do que hoje se produz por lá.

 

 

Os números mostram a força da investida chilena no mercado brasileiro, com números de espantar qualquer um: mais de 45% do vinho consumido no Brasil vem de lá, sendo que representamos o 4º mercado, com um crescimento de 17,4% sobre o ano anterior.

 

 

Diversos produtores vêm apostando na diversificação das vinhas,  mas a Cabernet Sauvignon ainda é a principal variedade plantada no país, e a Master Class guiada por Hector Riquelme, um dos melhores sommeliers chilenos,  mostrou o excelente potencial que essa uva tem para produzir vinhos elegantes, cheios de frutas e acidez vibrante - confira abaixo as Notas de Degustação dos principais vinhos, de acordo com a organização do evento.

 

 

O foco da produção chilena em qualidade abraça uma filosofia que une tradição com o que há de mais moderno em termos produtivos, além da utilização de técnicas e métodos de manejo sustentável do solo - algumas das maiores vinícolas orgânicas do mundo são chilenas. O terroir também é extremamente complexo, indo do Atacama à costa do Pacífico, possibilitando uma variedade de estilos quase sem paralelo no mundo.

 

A produção vinícola chilena é um dos melhores cartões de visita do comércio exterior da nação andina, e seus números superlativos são capazes de oferecer opções para todos os gostos e bolsos - algo que, num país onde há cada vez mais barreiras para os importadores, é mais que bem vindo!

 

 

Notas de Degustação

 

Toro de Piedra Gran  Reserva Carménère/Cabernet Sauvignon - Viña Requingua

 

85% Carménère, 15% Cabernet Sauvignon, 12 meses em carvalho francês e americano.

 

Nariz com groselha, mineral (xisto), herbal (pimentão maduro, sálvia). Maduro na medida, traz alguma tipicidade, mas bem amadurecido.

 

Boca bem equilibrada, possui um toque aveludado imediatamente perceptível. Taninos muito bem resolvidos, ligeiro sucré balanceado com os taninos macios e com a acidez adequada. Muito palatável e agradável.

 

 

Nivas Carménère/Cabernet Sauvignon 2015 - Emiliana

 

85% Carménère, 15% Cabernet Sauvignon

Nariz com frutas vermelhas maduras, ligeiro defumado, vegetal maduro.

 

Boca mais carnuda, ácida e potente, um pouco mais corpulento, mas sem agressividade. Um vinho muito saboroso e gastronômico.

 

Quinta Generación 2015 - Casa Silva

 

45% Cabernet Sauvignon, 45% Carménère, 5% Syrah, 5% Petit Verdot, 12 meses em barrica de carvalho francês

 

Nariz complexo, com amarena em compota, frutas negras, caramelo, ligeiramente especiado. Deliciosa combinação aromática.

 

Boca com ótima acidez gastronômica, taninos presentes e macios, boa persistência.  Um ícone de Mario Geisse!

 

 

Siegel Unique Selection 2014 - Siegel Family Wines

 

45% Cabernet Sauvignon, 35% Carménère, 20% Syrah

 

Nariz fresco, com frutas vermelhas, herbal suave, especiarias (pimenta do reino), mineral de fundo.

 

Boca com potência, acidez elevada, taninos bem marcantes, mas com bastante equilíbrio e elegância.

 

 

Caballo Loco Grand Cru Apalta 2014 - Valdivieso

 

70% Carménère, 30% Cabernet Sauvignon

 

Nariz bem maduro, com pouco do característico herbal "verde" da Carménère chilena. Intenso nas frutas maduras, tanto vermelhas quando negras, pimenta branca, caramelo.

 

Preenchimento da boca, generosa, carnuda, aveludada. Um equilíbrio invejável de todos os elementos, com boa acidez, taninos bem domados, persistência bastante longa. Justificada a fama!

 

 

Don Reca Cuvee 2015 - Viña La Rosa

 

50% Carménère, 24% Merlot, 14% Cavernet Franc, 10% Cabernet Sauvignon, 2% Petit Verdot

 

No nariz, cerejas, mirtilos, especiarias, cacau, especiarias.

 

Boca com acidez elevada, taninos macios, boa persistência, ligeira picância. Muito bem acabado, oferece boa versatilidade.

 

 

Memorias - Viña El Principal

 

63% Cabernet Sauvignon, 22% Syrah, 15% Petit Verdot

 

Nariz maduro, com cerejas, amoras, mineralidade, especiarias.

 

Boca mais quente, com acidez elevada, taninos marcantes, boa persistência, potente. Puxa bastante por comida.

 

 

Marques de Casa Concha Etiqueta Negra 2016 - Concha y Toro

 

60% Cabernet Sauvignon, 32% Cabernet Franc, 8% Petit Verdot

 

Nariz com cereja, groselha, amora, algum mineral (grafite). Untuoso e firme, com taninos bem marcantes que persistem ao final, estruturado e com corpo médio a alto. Ótimo potencial de envelhecimento.

 

 

Enclave Cabernet Sauvignon 2011 - Ventisquero

 

87% Cabernet Sauvignon, 6% Petit Verdot, 5% Carménère, 3% Cabernet Franc

 

Nariz complexo, com frutas vermelhas maduras, cassis, pimenta branca, terra úmida.

 

Boca elegante, bem estruturada, bastante aveludado. Apresenta um potencial de guarda interessante, de cerca de 15 anos, o que reflete sua qualidade. Um dos vinhos mais marcantes do evento.

 

Lota 2011 - Cousiño-Macul

 

75% Cabernet Sauvignon, 25% Merlot

 

Aromas frutados de cerejas e ameixa fresca, com notas de pimenta preta, baunilha, toffee, noz moscada.

 

Boca elegante e intensa, com acidez vibrante, persistência prolongada. Parece apresentar todas as boas características da variedade no Chile - por isso já é um nome de referência no mercado.

 





Sobre o vinho e gastronomia Anúncie Segurança e Privacidade Trabalhe na V&G Comunicar Erros Redes Sociais Fale Conosco